• Slideshow
  • Slideshow
  • Slideshow
  • Slideshow
  • Slideshow

Conselho Regional de Biologia - 4a Região

Conselho Regional de Biologia - 4a Região

Procura

Banner

e-Bio

Deixe seu e-mail para receber o e-Bio, a newsletter eletrônica semanal do CRBio-04.
Banner
Principal Notícias Ofício contra o PL 6432
Ofício contra o PL 6432 PDF Imprimir E-mail
Qui, 20 de Abril de 2017 09:39
O Conselho Federal de Biologia entregou, no dia 07 de abril, ofício ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), manifestando-se contrário ao Projeto de Lei nº 6432/2016, que proíbe zoológicos, aquários e parques públicos e privados de exporem animais silvestres. O ofício também foi encaminhado ao relator do projeto na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Deputado Ricardo Izar (PP-SP). 

No documento, o CFBio destaca que "zoológicos e aquários são instituições de grande valor para a conservação, educação e conscientização ambiental, sendo um retrocesso a proibição destas instituições no país". Segundo o Conselho Federal de Biologia, programas que consigam manter populações demográfica e genteticamente sustentáveis em cativeiro são cada vez mais importantes diante do aumento nas taxas de extinção de espécies, decorrente de inúmeras atividades humanas, da perda de habitats naturais, da introdução de espécies exóticas, superexploração, poluição, caça e comércio ilegais. 

"Os animais precisam de um bom manejo, um recinto que atenda às suas necessidades físicas, fisiológicas, comportamentais, sociais e psicológicas. Bons zoológicos e aquários estão em posição excelente para fazer isso, algo que talvez não seja possível para um local que não exibe animais", afirma o CFBio.

O Conselho argumenta também que, nessas instituições, os animais não sofrem de escassez de alimentos, competição intra e interespecífica e predação. Além disso, possuem assistência veterinária e de biólogos para tratar doenças e ferimentos, o que pode aumentar sua longevidade.

As considerações sobre a proibição da exibição de animais silvestres foram feitas a partir da cooperação técnica e científica do Conselho Regional de Biologia da 7ª Região  com a Bióloga Yara de Melo Barros, mestre e doutora em Zoologia e ex-presidente da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, e com o Conselheiro Eduardo Carrano, especialista em Biologia da Conservação e Manejo da Vida Selvagem, mestre em engenharia florestal, doutor em Ecologia e Conservação e docente na PUC-PR no curso de Ciências Biológicas.

Confira a íntegra do ofício: Ofício CFBio nº 73/2017.