Realizado o Papo com Biólogo sobre a tragédia de Mariana Imprimir
Qua, 13 de Dezembro de 2017 14:21
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter
O CRBio-04 realizou, na noite desta terça-feira, dia 12/12, mais uma edição do Papo com Biólogo, com o tema "Dois anos da tragédia de Mariana: cenários e perspectivas". Para debater foram convidados os biólogos Rodolfo Campelo, da Fundação Renova, e Ricardo Pinto Coelho, coordenador da consultoria RMPC. O evento foi realizado na sede do CRBio-04, em Belo Horizonte, e contou com transmissão simultânea pelo Facebook. 

A Fundação Renova foi criada em março de 2016, a partir de Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta assinado pela Samarco, Vale, BHP Billiton, governos federal, de Minas Gerais e do Espírito Santo. A instituição tem por missão implementar e gerir os programas de reparação dos impactos do rompimento da Barragem de Fundão.

No início de sua apresentação o biólogo Rodolfo Campelo fez um resgate histórico do acidente e salientou que a Renova tem total autonomia administrativa, patrimonial, financeira e operacional e que todo o seu trabalho está sob rígido controle do Ministério Público. 


Na área de recuperação ambiental Rodolfo destacou o plantio emergencial de 800 hectares e o controle de erosão e reconformação das margens em 1.628 hectares de planícies. Já no que tange à gestão hídrica o analista afirmou que são 92 pontos de monitoramento distribuídos no rio Doce e na zona costeira. "Na avaliação das três últimas coletas nenhum parâmetro registrou violação do limite para abastecimento para consumo humano", pontuou.

Rodolfo também falou das ações nas áreas de manejo de rejeitos, restauração florestal e conservação da biodiversidade. Dentro desse último programa, o analista destacou o fato de que a equipe é formada exclusivamente por biólogos. "Todas as ações de biodiversidade estão sendo executadas por biólogos, e ainda existem vários monitoramentos a serem realizados. Essas oportunidades são ofertadas por meio de editais de pesquisa e também por meio de concorrências que priorizam empresas locais", explicou.

O papel dos biólogos na recuperação do rio Doce também foi abordado pelo palestrante Ricardo Pinto Coelho logo no início de sua apresentação. "Talvez essa seja uma das primeiras oportunidades dos biólogos realmente desenvolverem um trabalho que possa modificar a percepção e a maneira que se faz mineração no Brasil", afirmou.

Ricardo é consultor da RMPC, empresa que atua em parceria com a Ramboll Environ fazendo a avaliação de alguns programas conduzidos pela Renova para o Ministério Público Federal. O trabalho já gerou propostas de novos pontos de monitoramento de água da rede amostral da Renova, de criação de outras áreas de conservação além das previstas e, também, de novas ações de recuperação. "Foi proposto, por exemplo, um programa visando o monitoramento dos biótopos fluviais. A lama da Samarco modificou a geomorfologia, hidrologia e o funcionamento das comunidades ripárias, como as novas ilhas fluviais criadas no baixo rio Doce".

O biólogo ressaltou a seriedade do trabalho da Renova e o cumprimento dos parâmetros legais, mas criticou o sistema de governança. "A Renova é uma instituição séria, mas que está engessada. Não podemos confiar o tempo todo em nossa base legal, porque ela não abarca todo o conhecimento necessário. Onde estão as universidades no sistema de governança da Fundação? E o setor produtivo?", analisou.

 

Ricardo também levantou questionamentos sobre a qualidade da água. "Existem inúmeros trabalhos que atestam que não existe contaminação. Por outro lado, um estudo publicado na Nature afirma que a qualidade da água, inclusive em termos de metais pesados, está alterada devido ao desastre. Em Governador Valadares, passados dois anos e mesmo os relatórios do IGAM atestando normalidade, a população ainda não confia na água do rio Doce", concluiu. 
 
Após as palestras o espaço foi aberto para que os participantes pudessem fazer perguntas e comentários aos dois biólogos. Em breve será disponibilizada no canal do Conselho no YouTube a gravação completa do último Papo com Biólogo de 2017 - com imagem e som de melhor qualidade. Já o vídeo da cobertura simultânea pode ser visualizado aqui

Quem tiver interesse também pode fazer o download da apresentação feita pelo biólogo Rodolfo Campelo aqui