Videoconferência: Vigilância em Saúde Ambiental e Doenças Emergentes

O CRBio-04 promove, no dia 02 de dezembro, de 09h às 11h, a videoconferência “Vigilância em Saúde Ambiental e Doenças Emergentes”. O evento será pela plataforma Zoom, gratuito e com emissão de certificado para os participantes.

Para palestrar, a Comissão de Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional do Conselho convidou três biólogas que atuam, em diferentes órgãos e com diferentes abordagens, na área de Saúde Ambiental:

O que é a Vigilância em Saúde Ambiental e as possibilidades de atuação dos Biólogos no SUS
Cristina Musmanno – Tecnologista da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde em Goiás

Atuação do Biólogo em projetos associados ao enfrentamento da pandemia da COVID-19: Detecção do SARS-CoV-2 em amostras ambientais
Juliana Calabria – Coord. do laboratório de Microbiologia de Água e Esgoto do Dpto. de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG

Controle de vetores usando produtos biológicos
Rose Monnerat – Pesquisadora A da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

O biólogo Carlos Frederico Loiola, RT na área de controle de vetores e pragas e presidente do CRBio-04, fará a mediação do evento. Após as palestras será aberto espaço para comentários e perguntas dos participantes.

Para se inscrever, acesse: https://bit.ly/vigil-ambiental.

Confira o currículo das palestrantes e do mediador:

Cristina Musmanno
Possui Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1995), Mestrado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) e Especialização em Vigilância em Saúde Ambiental (2014) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Especialização em Análise de Situação de Saúde pela Universidade Federal de Goiás (2019). Tecnologista do Ministério da Saúde (MS), Chefe da Seção de Apoio Institucional e Articulação Federativa (SEINSF) da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde em Goiás (SEMS-GO). Atuou na área técnica do Programa de Vigilância Ambiental dos Riscos Associados aos Desastres (VIGIDESASTRES) do Ministério da Saúde. Foi Bióloga da Prefeitura de Goiânia, atuou como Coordenadora da equipe responsável pelas ações dos Programas de Vigilância em Saúde Ambiental implantados no município de Goiânia, tais como VIGIÁGUA, VIGISOLO, VIGIFIS, VIGIPEQ, VIGIAR e VIGIDESASTRES e na Coordenação de Fiscalização de Saúde Ambiental.

Juliana Calabria
Bióloga formada pela UFRJ, com mestrado e doutorado em Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos-EESC/USP, Professora Associada do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e coordenadora do laboratório de Microbiologia de Agua e Esgoto do DESA. É autora e co-autora de vários capítulos de livros e artigos técnico-científicos. Realizou pós-doutorado no Departamento de Microbiologia da USP (2002- 2005) e foi professora visitante no Instituto Biozone da Universidade de Toronto (2018-2019).

Rose Monnerat
Graduada em Ciências Biologicas pela Universidade de Brasília (1984), realizou o doutorado em Agronomia na Ecole Nacionale Agronomique de Montpellier (1995) e pós-doutorado na Universidade de Cardiff (2011). É pesquisadora A da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, onde coordena o grupo de pesquisas em controle biológico e a plataforma de criação de insetos. É presidente do Portfólio de Controle Biológico da Embrapa, professora associada da pós-graduação da Agronomia na Universidade de Brasília e membro suplente do Conselho Superior da Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Bacterologia.

Carlos Frederico Loiola
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1990), mestrado em Parasitologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1998) e doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (2003). Atuou como professor pesquisador da Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS em Alfenas, por 14 anos. Na Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações – UNICOR, em Três Corações por 3 anos. Professor Substituto da disciplina: Mecanismos de Interação Patógeno-Hospedeiro: Parasitologia Aplicada a Medicina e Bases Integradas da Medicina, no Departamento de Patologia e Parasitologia do Instituto de Ciências Biomédicas da UNIFAL, na Universidade Federal de Alfenas/MG – UNIFAL (2016 a 2017).Tem experiência na área de Parasitologia, com ênfase em Entomologia Médica, e vem atuando em controle de vetores e pragas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Rolar para cima